Santa Casa lança consultoria para ajudar os estabelecimentos na retomada das atividades

A Santa Casa de São Carlos criou o Programa “Consultoria Santa Casa São Carlos – Protocolos de Segurança COVID-19”, com o objetivo de ajudar os estabelecimentos a retomarem as atividades, garantindo a segurança dos colaboradores e clientes. Um dos serviços oferecidos é a testagem. Pelo Programa, os especialistas ajudam a fazer a escolha do teste ideal para COVID-19, fazem a coleta de exames, auxiliam na interpretação dos resultados e dão apoio na orientação sobre os cuidados necessários.

O Programa de Consultoria começa com a visita de uma equipe de especialistas do hospital ao estabelecimento. A partir das constatações feitas no local, o grupo sugere as mudanças necessárias e define planos de ação para as adequações. Para isso, ajuda, inclusive, na aquisição dos insumos e dá apoio na execução das adaptações, com palestras e vídeos explicativos. A partir do momento em que o estabelecimento estiver de acordo com todas as mudanças sugeridas, ganha um Selo de Qualidade que atesta a Segurança com relação à COVID-19.

“Para todos nós da área da saúde, a COVID-19 também foi um desafio. Conseguimos, no entanto, implantar uma série de protocolos na Santa Casa que vem garantindo não apenas o sucesso na recuperação dos pacientes, como também a segurança de todos nós profissionais de saúde. Prova disso, é que nesses 6 meses, apenas duas funcionárias da ALA COVID foram infectadas. Por isso, decidimos compartilhar nossa experiência com outras Instituições”, explica a infectologista e coordenadora do Serviço de Controle de Infecção Relacionada à Assistência em Saúde (SCIRAS) da Santa Casa, Carolina Toniolo Zenatti.

Além da médica infectologista (que fez parte do Corpo Clínico dos hospitais Oswaldo Cruz e Leforte de São Paulo), fazem parte da equipe de especialistas do Programa de Consultoria o infectologista e gerente médico da Santa Casa, Roberto Muniz Junior (que também faz parte do Corpo Clínico do Albert Einstein e atua na UTI do Instituto de Infectologia Emilio Ribas, em São Paulo); a Gerente de Operações da Santa Casa, Mariana Pellegrinotti Danella (que tem mais de 10 anos de experiência em hotelaria hospitalar e tem MBA em gestão de pessoas pela Universidade Metodista de Piracicaba e MBA em executivo em saúde pela FGV); a Enfermeira Controladora de Infecção, Amanda de Assunção Lino (enfermeira pela Escola de Enfermagem – EERP/USP, especialista em Terapia Intensiva Neonatal/Pediátrica e Controle de Infecção Hospitalar) e o Coordenador do Instituto de Ensino e Pesquisa da Santa Casa São Carlos, André Mascaro (experiência em Gestão Educacional como Gestor da Faculdade Trevisan e Coordenador das atividades dos programas de Residência Médica e Residência Multiprofissional da Santa Casa de São Carlos).

 

PROJETO PILOTO

 

O Programa já está sendo executado na forma de um projeto piloto na Escola Estadual Ary Pinto das Neves em São Carlos. “Decidimos por começar numa escola estadual porque a retomada das aulas está programada para acontecer nos próximos meses. Muitos professores e estudantes ainda têm dúvidas e receios sobre essa volta, então foi uma maneira de ajudar a comunidade, com a expertise que conquistamos ao longo do enfrentamento da pandemia nesses últimos meses”, afirma o Coordenador do Instituto de Ensino e Pesquisa da Santa Casa São Carlos, André Mascaro.

Na sexta-feira (18), o Governador João Doria confirmou que o plano da retomada opcional de aulas presenciais está mantido para o dia 7 de outubro para alunos do Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede estadual. Para as escolas que atendem alunos do Ensino Fundamental, a data prevista de retorno foi alterada para o dia 3 de novembro.

A escola estadual, que fica no Bairro Cidade Aracy, conta com 468 estudantes, 38 professores e 5 agentes de organização. A direção da escola, juntamente com os professores e agentes, reorganizou a escala de funcionamento da unidade. Os alunos, nesse primeiro momento de retomada, vão ter dois dias de aulas presenciais por semana, 2 horas de aula por dia. Com isso, serão 20 estudantes no máximo na escola ao mesmo tempo, 5 por sala.

“Todas as decisões que tomamos foram coletivas, discutidas com os professores e funcionários. Mas apesar de todo o cuidado, de tudo ter sido pensado e analisado, todos nós, claro, estamos apreensivos com o retorno das aulas. Por isso, é muito importante poder contar com uma equipe de especialistas como o da Santa Casa. Para nos ajudar a analisar todos os protocolos que foram colocados em prática e, também, para implementar outros, para que o nosso retorno seja o mais seguro e tranquilo possível”, afirma a diretora da escola, Ketty Morilas Pastro Rodrigues.

 

SERVIÇO:

PROGRAMA “CONSULTORIA SANTA CASA SÃO CARLOS – PROTOCOLOS DE SEGURANÇA COVID-19”

 

CONTATOS:

IEP – Instituto de Ensino e Pesquisa / Santa Casa São Carlos

Telefone: 16-3509-1307 (falar com Maiti Mello)

WhatsApp – 17-99721-8163

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *