Família de trabalhador morto pede fim do compartilhamento das imagens da tragédia

Na última terça-feira (22), um trágico acidente de trabalho tirou a vida do
operador de manufatura, Wagner Augusto da Silva, 37 anos.
Em meio a imensa dor, os familiares do operário estão sofrendo com o compartilhamento de imagens da tragédia, que está ocorrendo através de aplicativos de mensagens bem como redes sociais, no qual estão divulgando imagens fortes e impactantes sobre o ocorrido.

Daya Silva, irmã do operário, divulgou um apelo em sua rede social pedindo que as pessoas parem de divulgar essas imagens.

“Gente, queria pedir de todo meu coração, encarecidamente para todos aqueles que me conhecem, os amigos, ou não, mais que tem família, filhos e etc, que não repassem fotos e vídeos que foram tirados do meu irmão, após seu acidente de trabalho. Peço pelo amor de Deus vamos ter respeito, compaixão e amor. Se você recebeu delete, isso poderia ou ainda pode acontecer com você, vamos cortar o mal pela raiz. Eu peço pelo amor de Deus! Ele deixou dois filhos, mãe, ex-esposa, namorada, irmã e uma família que o ama muito e estamos sofrendo demais, não repasse essas imagens, eu peço compaixão e respeito! Por favor! Estamos sofrendo a perda do meu irmão! Por favor, respeitem isso. Precisamos de amor, gente! Vocês não entendem que nada levamos dessa vida? E que ninguém é melhor que ninguém?” relatou a jovem.

Wagner Augusto da Silva, que é da cidade de Ribeirão Bonito, atualmente residia no bairro Jardim Embaré em São Carlos. O operário foi enterrado nesta última quarta-feira (23), e despertou a emoção, carinho e comoção de vários amigos e conhecidos.

A empresa Electrolux está dando apoio a família e juntamente com a Polícia Civil de São Carlos está apurando o real motivo do acidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.