APÓS ALAGAMENTOS E INUNDAÇÕES, PREFEITURA DECRETA ESTADO DE EMERGÊNCIA

O decreto é essencial para que município inicie obras de recuperação dos estragos estruturais causados pelos alagamentos e inundações

A Prefeitura Municipal de São Carlos, publica neste sábado (28/11), no Diário Oficial do Munícipio, o decreto nº 542, que declara a cidade como estado de emergência devido às fortes chuvas, e consequentemente, os transtornos causados pelos alagamentos e inundações ocorridos na última quinta-feira (26/11).

Após a forte chuva que durou pouco mais de uma hora, tendo a região do comércio como o local mais atingido, a Prefeitura trabalha com suas equipes para desobstruir as vias, passagens de pedestres e realizar a limpeza dos locais afetados.

De acordo com o secretário municipal de Serviços Públicos, Mariel Olmo, a publicação do decreto é fundamental para que o processo de contratação para os trabalhos de recuperação das vias e das galerias de águas pluviais destruídas pela força da água, aconteça o mais breve possível. “Estamos trabalhando para que a cidade volte ao normal. Mas temos um outro problema, que são os estragos estruturais constatados pela equipe técnica de engenheiros, como parte do asfalto da rua Episcopal e algumas galerias de águas pluviais destruídas. São trabalhos mais complexos que necessitam de contratação de empresas especializadas, por isso, a importância do decreto para agilizarmos o mais rápido possível a recuperação desses estragos”, explicou Olmo.

CHUVA ATÍPICA – De acordo com o diretor da Defesa Civil, Pedro Caballero, a chuva que atingiu o município é totalmente atípica para a época do ano. Segundo ele, as nuvens foram formadas em menos de 20 minutos e atingiu 8 bairros da cidade, causando um grande impacto de água de superfície.

Ao todo foram 138 milímetros de água de chuva, que durou das 17h30 às 18h40, superando a média esperada para todo o mês de novembro. Além dos transtornos causados na região central da cidade, a forte chuva também causou transtornos na região do Bicão, Lagoa Serena e da região da Praça Itália. Só no centro 130 lojas foram atingidas

A chuva também causou transtornos em 39 casas, sendo que 3 famílias tiveram, perdas totais e foram atendidas pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social. Uma equipe de vistoriadores da Defesa Civil do Governo do Estado de São Paulo esteve em São Carlos na manhã de sexta-feira (27/11), para verificar a situação real dos impactos causados e homologar a situação de emergência junto aos governos do Estado e Federal.

“Com essa constatação, os governos estão cientes da nossa real situação e dos problemas que vivenciamos com as enchentes, que mais uma vez atingiu São Carlos. Enquanto isso, é importante que as pessoas fiquem atentas as previsões do tempo, evitem circular na hora da chuva e evitem os pontos de alagamentos já conhecidos aqui em São Carlos”, alertou Caballero.

ÁREA AZUL SUSPENSA – Além do decreto de Estado de Emergência, também será publicado no Diário Oficial deste sábado (27/11), a suspensão da cobrança de estacionamento rotativo (Área Azul), no período de 27 de novembro a 4 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *